O Acre Existe: Cineclube Opiniões

6384311047_f6e72eec3d_b

Há cinco anos (talvez um pouco mais) um grupo de amigos se reuniu para assistir filmes, comer besteira e conversar. E foi dessa forma, bem simples, que começou o Cineclube Opiniões, uma entidade sem fins lucrativos que atua em Rio Branco desenvolvendo atividades cinematográficas. Eu fazia parte desse grupo de amigos e até hoje acompanho (mesmo à distância) todos os projetos que são desenvolvidos.

O Cineclube Opiniões realiza exibições de filmes e debates todos sábados, às 19h, na Filmoteca Acreana. Quando surgiu, existiam pelo menos oito cineclubes na cidade, mas ao longo do tempo uns foram desaparecendo, outros novos foram surgindo, mas o Opiniões foi resistindo. Esse é um projeto que não consigo ser impacial, é muito bom olhar para trás e perceber todas as coisas que construímos juntos, como mostras, oficinas, palestras, mesas redondas, filmes e muito debate. Amizades começaram graças ao cineclube (e romances também).

5629741661_ae6dd4a7af_zA primeira sessão oficial do cineclube começou no Colégio Estadual Barão de Rio Branco (CERB), com pouquíssimos estudantes. No íncio, o projeto pretendia atuar em escolas, mas pegamos uma longa greve de professores e, para não ficarmos parados, começamos a exibir em bibliotecas. Desde então, não paramos.

Também foi através do Cineclube que conseguimos produzir os filmes ‘Pelo Sorriso de Lucy’, ‘A pele dos outros’ e ‘Ao redor de saturno’ do diretor Teddy Falcão, um dos fundadores do cineclube. Desde que conheço o Teddy ele produz filmes, mas com o cineclube, conseguiu aglutinar pessoas para seus projetos.

Tenho muito orgulho do projeto e de todos os amigos envolvidos, que mesmo com vidas cheias de compromissos, tiram um tempo para organizar sessões ou pensar atividades para desenvolver na cidade. Existem ainda muitos planos para o Opiniões e eles estão cada vez mais melogomaniacos. Mas, no fim das contas, ainda é apenas um grupo de amigos que quer ver filmes e conversar. Nós só comvidamos toda a cidade para fazer o mesmo com a gente.

7154035439_b52901c2f3_z

Anúncios

#ProjetoCórdoba: Seja uma versão melhor de si mesmo

Captura de Tela 2015-07-07 às 15.14.00

Vocês devem ter reparado que a frequência de posts no blog aumentaram nos últimos dias. O motivo é bem simples, decidi que ele fará parte do meu Projeto Córdoba. Para quem não conhece o blog Pequeno Monstros, o Projeto Córdoba foi desenvolvido pela Debbie e o Felipe para incentivar pessoas a aprenderem coisas novas e alcançar objetivos, não é à toa que o lema do projeto é “seja uma versão melhor de si mesmo”.

A Debbie e o Fê são nômades digitais que trabalham com freelas e vivem em diferentes cidades do mundo. Eles passaram uma temporada em Barcelona e decidiram que vão ficar os próximos dois meses na pequena cidade de Córboda, também na Espanha, para se focarem no trabalho e em projetos pessoais. Foi aí que surgiu a ideia do Projeto Córdoba e eles convidam todos para participar. O Felipe quer aprender a desenvolver um aplicativo, a Debbie a ilustrar. Esses são os projetos pessoais deles. No projeto, você pode escolher qualquer meta pessoal para alcançar. Aprender uma nova língua, desenvolver um projeto de fotografia, escrever um livro, etc.

Bom, eu tenho três objetivos simples.

  • Finalizar o projeto de mestrado

  • Organizar o blog.

  • Ler mais livros e ver um filme por dia

Parecem simples, mas na prática não são. Eu decidi que vou me focar em projetos pessoais, o principal deles é o blog. Quando comecei o ‘Acreando por Aí’, ele era apenas um espaço para escrever sobre os assuntos que me interessavam. Na época eu trabalhava no G1, que era muito legal, mas precisava de algo para extravasar o estresse das matérias factuais. O blog era (e ainda é) meu espaço para falar de música, livros, filmes, feminismo, mundo gay e todas essas coisas que eu gosto de ler e pesquisar.

Desde que cheguei em Belo Horizonte foquei nos estudos para o mestrado e fiquei esperando começar o curso de cinema. Ainda com poucos freelas aparecendo, o blog virou um espaço para treinar a escrita, para não enferrujar. Mas não estava levando a sério, escrevia quando queria e não me importava com layout ou frequência de textos.

Estou desenvolvendo alguns projetos pessoais casam com a ideia do blog, então ele está cada vez mais virando algo importante no meu cotidiano. Por isso organizar o ‘Acreando’ é uma das minhas metas para os próximos dois meses. Primeiro decidi que seria importante criar uma frenquência nos textos, pretendo publicar todos os dias (com exceção do domingo). Também estou pensando em algumas ‘colunas’ pro blog, como “O Acre Existe” que estreou na segunda. O blog deve ganhar uma repaginada no layout em breve.

Além do blog, coloquei o projeto de mestrado e a meta de ler e ver filmes todos os dias. O projeto de mestrado já está pronto desde o ano passado, mas nos próximos 50 dias eu preciso melhorar e organizar os documentos para época de inscrição, no início de agosto. O objetivo é me inscrever ainda na primeira semana (sem deixar nada para última hora dessa vez). Estou estudando desde que cheguei na cidade, mas pretendo focar ainda mais nessa reta final, já que o edital saiu na semana passada.

Também coloquei a meta de ver um filme por dia e ler mais livros. Essas metas podem não parecer ‘trabalho’, mas na verdade são. Como pretendo fazer um curso de cinema, é essencial que eu assista filmes. Quanto a leitura, acho que isso é básico para quem é jornalista, não é? Estava bem relapsa com meus livros, então vou colocar metas. Chega de abandonar livros pela metade, por isso, retomei a leitura do “Eu Sou Malala”.

O projeto Córdoba começou no dia 28 de junho e vai até o dia 18 de agosto, mas ainda dá tempo de participar! Quem quiser, também pode entrar no grupo do facebook que o Felipe e a Debbie criaram. É muito interessante, porque além de compartilharmos os avanços no projeto, eles dão dicas para nos ajudar a alcançar os objetivos estabelecidos.

E vocês, não têm nenhum projeto na gaveta que para colocar em prática? Então vem com a gente e segue essas dicas.

P.S: Todas as imagens foram tiradas do Pequenos Monstros.

PS 2: Leia mais esse texto da Fannie Costa, que também faz parte do projeto.

Projeto Turista

Já faz mais de dois anos que uma amiga me marcou em um post do Facebook no qual um rapaz chamado Yago dizia que precisava de pessoas em todos os estados brasileiros para realizar um projeto de fotografia analógica. Na época eu estava no auge da minha paixão por fotografia e sabia que a possibilidade daquele rapaz de São Paulo conhecer algum acreano era bem remota, então me prontifiquei em ajudar. O resultado: comecei a fazer parte do Projeto Turista.

Funcionava assim, com uma pessoa em cada estado brasileiro, o Yago fez um roteiro por onde a nossa Turista, uma câmera fotografia analógica, iria pelo Correio. Em cada lugar, o representante do estado teria que escolher um ponto turístico da cidade para registrar. Foram muitas horas pelo Correio (com direito a atraso, chuva e até greve), recadinhos. algumas fotos queimadas, retorno para algumas cidade e muito trabalho até conseguirmos finalizar tudo.

Eu escolhi um ponto turístico que adoro em Rio Branco, a beira do Rio Acre. Tirei a foto em cima da passarela Joaquim Macedo, ficando bem em cima do rio, podendo fotografar as duas margens dele. Do lado esquerdo, o Calçadão da Gameleira, que faz parte do centro histórico da cidade. Antigamente era o porto dos barcos e foi onde as famílias sírio-libanesas montaram os primeiros comércios. Do outro lado, o bairro da Base, um bairro antigo da cidade, que sempre alaga na época de cheia, famoso por seus bares flutuantes (em barcos). No meio, a Ponte Metálica, que foi a primeira a ser construída para ligar os dois distritos da cidade. Ao fundo, a bandeira do estado.

Eu gosto da foto, mas acho que se fosse hoje, teria tirado uma fotografia na Gameleira, de preferência com pessoas. Achei que faltou um pouco de vida, movimento e até cor na foto. As casinhas revitalizadas da Gameleira são lindas e coloridas, mas nem aparecem.

O projeto é muito legal, adorei fazer parte dele e foi legal conhecer pessoas talentosas de todo o país. Na página do Facebook você pode ver todas as fotos, sempre com uma descrição bem legal da paisagem registrada.