Uma música

 

Descobri a música ‘ There’s a Ghost’ da Fleurie enquanto assistia um episódio de Pretty Little Liers. Me apaixonei. A letra é poética, a voz da cantora é delicada, o clip é fofo. Tô completamente viciada. A música também pode ser encontrada no Spotify.

There’s a ghost, she’s wearin’ my face
At parties being introduced with my name
Just a skeleton of bones, wearing nothing but clothes
And she is paralyzing

Atitude além do cabelo: pop, indie e eletrônico com Halsey

Vocês já conhecem a Halsey? Ela está bombando no mundo da música, com clipes visualmente bonitos, músicas tristes e cheias de atitudes. A primeira vez que prestei atenção na cantora de apenas 20 anos foi no youtube. Ela apareceu nas indicações e eu fiquei fascinada pela estética dos seus vídeos, com um ar meio de filme alternativo. As canções tem uma mistura de pop, eletrônico e indie que me agrada bastante.

Halsey é o nome artístico da cantora e compositora, que na verdade se chama Ashley Nicolette Frangipane. Seu primeiro EP, intitulado ‘Room 93’ foi lançado em 2014. Em agosto de 2015 ela divulgou seu primeiro álbum, Badlands, que incluía duas faixas EP: as maravilhosas “Ghost” e “Hurricane”.

Antes de começar a compor música eletrônica, ela tocou cello, viola, violino e violão. A princípio, a jovem queria cursar a faculdade de belas artes, mas por não ter condições financeiras acabou cursando composição em uma faculdade pública. A moça é cheia de atitude, e não apenas no cabelo. O vídeo “Ghost” conta a história de um romance lésbico e a decisão foi contrária ao que seu selo, Astralwerks, queria.

O som lembra a Melanie Martinez e até algumas coisas da Lana Del Rey. A Halsey é muito comparada com a Lorde, consigo entender a comparação, mas acho ela muito mais interessante que a neozelandesa. Apesar de adorar algumas músicas da Lorde, nunca consegui ficar ouvindo seu CD várias vezes. Já a Halsey não sai da minha playlist há dois meses.

5 músicas para ouvir quando se é solteira

Faz mais de um ano que brinco no time dos solteiros, e eu adoro! Não me entendam mal, eu sou do tipo de namorada que adora o companheirismo de um relacionamento e está sempre procurando atividades a dois. Mas eu também sou ótima como solteira, que sabe aproveitar cada minuto da sua liberdade. Acho que o lance é saber seguir o seu coração e estar no momento ideal com você mesma, seja sozinha ou acompanhada.

Pensando nisso, fiz uma lista de música para que está solteiro e… Ama isso. Algumas músicas são boas para quem acabou de ficar solteiro e está naquela fase de ‘finalmente livre’, principalmente depois de um relacionamento conturbado. Outra são daquela fase ‘solteira sim, sozinha nunca’ e tem sempre aquele lado ‘amando estar comigo mesma’.

1. Stronger (What Doesn’t Kill You) – Kelly Clarkson

Essa é para quem acabou de ficar solteira. Lembro que ouvia essa música em looping quando terminei meu último relacionamento, enquanto dançava sozinha pela casa. Quem nunca quis cantar “Doesn’t mean I’m lonely when I’m alone / What doesn’t kill you makes you a fighter/ Footsteps even lighter/ Doesn’t mean I’m over, ‘cause you’re gone” para o ex? Eu já. Afinal, o que não te mata, te deixa mais forte. A Kelly Clarkson por sinal, tem várias músicas para fim de relacionamento-começo da vida de solteira.

2. Start Again – Gabrielle Aplin

Sempre que eu estou com um problema, coração partido ou na bad… Eu vou lá ouvir o CD da Gabrielle Aplin, simplesmente amo. Essa música foi criada para a personagem Cassie, para seu episódio na sétima temporada de Skins. Não é a toa que a canção se chama ‘Start Again’, ou seja, começar de nova. Ela fala sobre aquele momento em que nós precisamos recomeçar as nossas vidas após perder uma pessoa importante e temos que descobrir quem nós somos de novo, sozinhas. “When the night before has left you / And the smoke has filled your lungs / When you don’t know what you’ve come here for / Or the person you’ve become / And I can’t wait to start again?/ When the darkness and unknown become your friend”. ❤

3. Love Myself – Hailee Steinfeld

Essa é minha música queridinha da semana. Com a frase “Eu amo a mim mesma, não preciso de mais ninguém” já ganhou meu coração e entrou na lista para cantar quando se está solteira. Porque esse é o espírito. O importante é amar a si mesmo e aproveitar cada momento. A música ainda é dançante, então dá parar na boate e se acabar na pista enquanto canta com suas amigas.

4. Agora Eu Sou Solteira – Valesca Popozuda

Valesca Popozuda é sinônimo de diva e essa música é um hino para todas as solteiras do Brasil. Quem nunca disse a icônica frase antes de ir para uma balada (ou baile funk)? Agora eu tô solteira e ninguém vai me segurar! Não tenho nem o que dizer sobre essa música, só dançar. Essa música é perfeita para aquela expressão “Solteira sim, sozinha nunca”. Afinal, a parte boa de estar solteira é poder paquerar e ficar com as pessoas a vontade, né? Então vamos aproveitar!

5. Run the World (Girls) – Beyoncé

Dá para ouvir a discografia da Beyoncé quase toda quando se está solteira, afinal de contas, ela canta música para mulheres empoderadas que não precisam de homem nenhum Mas quando estamos solteiras as nossas amigas viram o centro do nosso mundo. Se elas já são importantes quando estamos em uma relação amorosa, imagina quando temos todo o tempo do mundo para aproveitar elas? Por isso, escolhi essa música, que mostra quem manda aqui somos nós!

Quando eu tô solteira, gosta de ouvir muito pop. Sei lá, acho que combina. E vocês, que músicas cantam quando estão aproveitando a solteirice?

Você precisa ouvir: Ryan Adams cantando ‘1989’ da Taylor Swift

Eu já disse que adoro a Taylor Swift e acho ela uma boa cantora pop, mas aparentemente não sou a única. Ryan Adams gostou tanto das músicas do último álbum que decidiu fazer um CD cover de ‘1989’. Sai o pop, entra o indie rock com uma pitada de folk. Adams já havia adiantado que o álbum seria tocado no estilo da banda The Smiths e é mais ou menos isso que você encontra durante as faixas.

Taylor fez o álbum assim que mudou para Nova York, mas na versão de Adams descobrimos um lado menos cosmopolitana da cidade. Ela fica mais fria e solitária ao ser cantada por Adams, as baladas com martinis se transformam em longas caminhadas pelo Central Park. As luzes da Time Square ficam mais distantes, menos impressionantes.

Os hits estão todos lá: “Shake it off”, “Blank space”, “Style” e “Bad blood”, mas as músicas ficaram densas, frias e melancólicas… Mais Ryan Adams.

O CD já está disponível no Spotify para quem quiser ouvir, diferente do disco original, já que a cantora pop é bem retrograda em relação a direitos autorais e plataformas ‘livres’ de música.

5 canais no youtube para quem gosta de música cover

Como eu já disse, sou a louca dos canais de youtube. Só fui conhecer os canais de vloger esse anos, mas os canais de música cover já têm espaço no meu coração há bastante tempo. Pensando que hoje é sexta-feira, um dia bom para ouvir música, decidi escolher cinco canais para mostrar a vocês que vão deixar esse fim de semana mais musical.

Kurt Hugo

Apesar de ser cantor, compositor e músico, Kurt Hugo se destaca no mundo do Youtube por ser um ótimo produtor musical. Muitos dos seus vídeos são cantados por outros artistas, tendo apenas o seu toque especial nos bastidores. Ele tem parceria com cantores como Sam Tsui, lyson Stone, Victoria Justice, Zendaya ou Max Schneider. Suas produções são impecáveis e ele modifica as músicas originais de forma que ficam ainda melhores. Esse vídeo que coloquei da música ‘Say Something’ é um exemplo. Kurt não canta, mas o trabalho de produção faz com que Victoria e Max se destaquem na música, um trabalho emocionante. Eu prefiro essa versão do que a cantada pela Christina Aguilera.

Postmodern Jukebox

Esse grupo de música transforma todas as músicas atuais em versões retrôs, com inspiração no jazz, blues e uma pitada de cabaré. Esses estilos também são passados de forma visual, com uma estética diferente. Eles são um grupo de músicos que se revezam na formação da banda para produzir suas canções, convidando cantores e cantoras para agregar nos seus vídeos. Eles trabalham com coreografia, roupas estilizadas, vocais femininos e tudo que remeta ao estilo retrô. Taylor Swift, Sam Smith, Ellie Goulding, Lorde, Magic, Megahn Traynor são alguns dos artistas que tiveram suas músicas modificadas pelo grupo.

Dodie

Dodie é tão fofa, mas tão fofa, que eu me apaixonei imediatamente ao primeiro som do seu ukulele. Conheci ela ao procurar a música ‘Cool for the Summer’ da Demi Lovato e descobri essa adorável garota inglesa, com um estilo tímido e uma voz angelical. Ela também faz músicas próprias, muitas vezes brincando com ela mesma, como se fossem pequenos desafios. A estética do seu canal é muito bem trabalhada, os vídeos são feitos em seu quarto, o que dá um ar ainda mais intimista as produções.

Christina Grimmie

A cantora conhecida na internet pelo canal Zeldaxlove64 ficou famosa após participar da sexta temporada do The Voice americano, em 2014, ficando na 3ª posição. Começou a cantar e compor aos 4 anos de idade e aos 10 já tocava piano. As 15 anos postou seu primeiro vídeo no Youtube, ficando famosa muito rápido. É conhecida por fazer versões de cantores como, Demi Lovato, Miley Cyrus, Selena Gomez, Taylor Swift, Christina Aguilera, Paramore, Lady GaGa e Justin Bieber. Em 2011 lançou seu primeiro EP com material próprio.

Boyce Avenue

É impossível falar de canais covers e não citar o Boyce Avenue. uma banda norte americana de pop rock romântico formada pelos irmãos Alejandro, Daniel e Fabian Manzano. É um dos canais mais famosos e rentáveis do youtube e eles já fizeram parceria com diversos cantores, como como Fifth Harmony, Diamond White, Carly Rose Sonenclar, Hannah Trigwell, Kina Grannis e Tifanny Alvord. A banda chegou a participar do reality show The X Factor, a convite do jurado Simon Cowell, para treinar os participantes. Recentemente o Boyce Avenue atingiu a marca de 2 bilhões de visualizações. São considerados a quarta banda mais popular do YouTube, além de ser a 17ª banda mais acessada do mundo. Já chegaram a realizar show no Brasil, Estados Unidos, Canadá, Irlanda e diversos outros países.

O Acre Existe: Zoo Humanos

zoohumanos

Admito que eu só gostava de Zoo Humanos porque eles cantavam Artic Monkeys e Strokes nos shows, mas depois que comecei a aprender as músicas autorais fui ficando cada vez mais fã da banda. Como fiquei amiga de alguns integrantes, sou um pouco suspeita para falar sobre o trabalho deles. Para mim, eles fazem parte de uma galera muito bacana que, apesar de todas as dificuldades, movimentam a cultura em Rio Branco.

A banda é formada por João Alab (voz), Felipe Lima (guitarra), Pedro Albuquerque (baixo) e Luiz Fernando (bateria). O som deles é mais ‘pesado’ que bandas como ‘Os Descordantes’ e ‘Los Porongas’. Existe uma pegada ‘rock de garagem’, com riffs de guitarra mais marcados. É bem evidente as influências em Iron Maiden, Led Zeppelin e Arctic Monkeys.

Com cinco anos de estrada, eles lançaram no ano passado o EP ‘Velho Trilhos’, com seis faixas autorais. Dá para fazer o download gratuito nesse link ou então ouvir pelo Soundcloud. Eu recomendo as minhas preferidas, ‘Velhos Trilhos’ e ‘Pontes entre Nós’.

.

Mora no Acre e tem um projeto bacana que quer divulgar? Ou então é acreano e mora em qualquer parte do mundo, mas está desenvolvendo coisas legais? Entra em contato, que eu adoraria mostrar tudo o que o Acre e os acreanos estão fazendo de legal pelo mundo a fora.

Mixtape #8 – Sick, sick, sick

sicksicksick

Quem aí acordou meio gripado? Quando não me sinto muito bem eu gosto de escolher algumas músicas para me fazer sentir melhor. Algumas são animadas para não me deixar abater pelos sintomas da doença. Outros são mais calmas, para aquela hora que você só precisa dar um tempinho e recuperar as energias.

Foi pensando nesses dois momentos, que qualquer pessoa doente passa, que fiz essa playlist. Temos desde os agitados Queen Of The Stone Age, Pink e Móveis Colônias de Acaju até a calmaria de Eli Regina, Marcelo Jeneci e John Mayer.