Oscar 2016: Perdido em Marte

livro-perdido-em-marte-matt-damon-838x471

Eu já disse que não sou muito fã de ficção científica, não é? Foi por isso que nem me animei com ‘Perdido em Marte’. Mas quando vi que o filme tinha ganhado como melhor comédia no Globo de Ouro e estava concorrendo como melhor filme para o Oscar, tive que assistir. Não chega a ter a carga emocionar de ‘Interrestelar’, mas pelo menos não decepciona.

Baseado no livro homônimo de Andy Weir, ‘Perdido em Marte’ (The Martien) conta a história de um astronauta (Matt Damon) que é separado de sua tripulação e inicialmente dado como morto. Deixado para trás pelos companheiros em uma colônia marciana, ele tenta sobreviver enquanto aguarda ser resgatado pela NASA.

review_perdido-em-marteinpost01Matt Damon está ótimo e consegue passar por várias camadas do personagem, do desespero até o bom humor característico do astronauta. Uma boa sacada do roteiro e da direção foi se utilizar do humor para contar a história, se não, o filme teria ficado bastante enfadonho. O uso das câmeras de vigilância na fotografia do filme dá uma sensação mais próxima com o personagem e tira a monotonia que cenários não interessantes, como salas de escritórios ou um deserto marciano, poderia oferecer.

As diferentes adversidade que vão sendo contornadas pelo personagem vão dando a dinâmica do filme, mas talvez o seu excesso tenha prejudicado o longa. Em determinado momento você começa a pensar “Agora vocês estão exagerando, ele nunca poderia fazer isso”. Não importa se ache exagero ou não, no final você vai ter que pesquisar no Google ‘Mitos e verdades em Perdido em Marte’. Não tem jeito. A parte boa é que o filme não se leva muito a sério e tira sarro de si mesmo.

‘Perdido em Marte’ é um filme divertido, que entretém e te faz ficar ansiando pela resposta: Será que ele vai conseguir sobreviver? Talvez seja um exagero coloca-lo entre as melhores produções cinematográficas de Hollywood em 2015? Sim. Mas se ‘Gravidade’ conseguiu ser indicado ao Oscar, ‘Perdido em Marte’ também merece. Eu pelo menos prefiro mil vezes assistir o Matt Damon plantando batatas do que a Sandra Bullock girando pelo espaço.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s