O parto normal e a polêmica da Duquesa de Cambridge

Aos 13 anos eu assisti um vídeo na aula de biologia que mostrava o parto de uma criança e esse foi possivelmente o métodos anticoncepcional mais eficiente da minha vida, porque eu morro de medo de engravidar. Eu tenho uma tolerância muito baixa para dor, sangue e realmente acho bem complicado imaginar uma cabeça saindo de um buraco tão pequeno como uma vagina. Mas ainda assim, se algum dia eu decidir engravidar, eu tenho uma certeza na minha vida: vou querer o parto normal.

Isso pode não fazer muito sentido para algumas pessoas. Já escutei mulheres dizendo que preferem a cesariana exatamente pelo medo da dor, que por elas seriam totalmente anestesiadas e não sentiriam nada. Bom, o parto é uma escolha individual, mas para mim a dor faz parte do processo e, mesmo que indesejada, representa aquele momento em que a mãe está dando luz ao seu filho.

Não sou uma especialista em saúde, mas na minha cabecinha leiga uma cesariana só deve ser feita quando há complicações no parto, seja por algum problema de saúde da mãe ou da criança. Este procedimento cirúrgico acaba causando mais dor e dificuldade na recuperação para a mãe após o parto. Parece que com o passar dos anos, o parto foi deixando de ser algo natural para ser um procedimento cirúrgico, que deve ou não dar benefícios ao hospital. Uma conta matemática.

Já ouvi histórias de médicos no SUS que postergaram cesarianas que eram necessárias porque o procedimento era caro para o sistema público, da mesma forma que ouvi histórias de hospitais particulares que praticamente obrigaram mulheres a fazerem o procedimento cirúrgico apenas para encarecer a conta do hospital. Isso é um absurdo.

Estranhei muito quando as pessoas começaram a questionar a gravidez da Duquesa de Cambridge pelo simples fato dela ter tido alta seis horas após o parto. Acho que as pessoas estão tendo uma concepção de parto como uma coisa anti-natural. Olha, nem todas as mulheres que dão a luz de parto normal saem tão maquiadas e arrumadas do hospital, mas a maioria fica igualmente saudável. Algumas podem demorar mais tempo, outras estão recuperadas antes mesmo das seis horas. Mas o parto normal tem dessa beleza, respeitar o corpo da mulher e seus limites.

Ao descobrir que Kate tinha dado a luz com a ajuda de parteiras, fiquei extremamente emocionada. Na minha imagem de parto, as enfermeiras e parteiras são muito mais presentes do que o médico. Eu possivelmente não teria um filho em casa, porque sou bem medrosa, mas acho bonito quem decide fazer. Conheço parteiras aposentadas, essa pratica era bem comum há alguns anos no Acre, então me parece bem estranho tentar negar esse passado recente e não proporcionar a opção de parteiras e doulas nos hospitais. Se elas conseguiam fazer um trabalho excelente no meio da floresta ou em fazendas afastadas, imagina o que não poderiam fazer em um hospital?

Às vezes parece que estamos tentando apagar esse conhecimento feminino, impedir que a mulher conheça o próprio corpo, as próprias dores, as próprias cicatrizes e os próprios limites. Eu ainda tenho medo das dores do parto, mas tenho muito mais medo de ter uma faca cortando a minha barriga por inteiro e sendo costurada depois. O parto humanizado deve ser defendido por todas as mulheres do país, mesmo que você não queira fazê-lo. Você pode optar por uma cesariana ou algum outro procedimento cirúrgico, afinal, o parto deve ser uma escolha da mãe, mas um parto humanizado é um direito das grávidas do Brasil.

PS. Eu não sou uma grande conhecedora sobre parto humanizado, tenho algumas informações que ouvi e li por aí, mas acho que é uma luta que deve ser defendida. Esse texto é uma reflexão pessoal após ler este artigo sobre o nascimento da princesa da inglaterra.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s